Notícias › 20/05/2015

Sociedade civil organisa propostas para o II PLANAPO

Seminário Nordeste (www.agroecologia.org.br)

Seminário Nordeste (www.agroecologia.org.br)

O término do primeiro Plano Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica (PLANAPO), neste ano, estimula os integrantes do Movimento Agroecológico a buscar propostas para a construção do próximo Plano, que terá vigência para o triênio 2016 a 2019. O Movimento Agroecológico espera inserir no II PLANAPO questões não contempladas no primeiro. A perspectiva é incluir a Comunicação e melhorar questões nos quadros de Produção, Uso e Conservação de Recursos Naturais, além de itens como conhecimento, comercialização e consumo.

A Articulação Nacional de Agroecologia (ANA), organização que congrega várias instituições em rede, vem realizando atividades no sentido de aprofundar as questões e propostas a serem inseridas ou melhoradas no II PLANAPO. O trabalho parte da avaliação do primeiro Plano, visando agregar propostas inovadoras, sugeridas pela sociedade civil. Um dos objetivos é enfrentar a ofensiva de setores conservadores da sociedade, que se mobilizam para cartar direitos dos trabalhadores.

O presidente da ANA, Denis Monteiro, destaca algumas das conquistas dos trabalhadores.  “Sobre o Plano Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica, destacamos as conquistas, como o crescimento da Assistência Técnica e Extensão Rural com enfoque agroecológico, a abrangência dos Programas Um Milhão de Cisternas e Uma Terra e duas Águas, da Articulação Semiárido (ASA), e celebramos o lançamento do Programa Sementes do Semiárido, uma grande boa nova para o povo nordestino e para toda a sociedade”, pontua Denis.

Fonte: http://www.agroecologia.org.br/

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.