Notícias › 25/08/2017

“Sistema Adutor do Seridó” poderá garantir segurança hídrica pelos próximos 50 anos

Imagem aérea das obras da Barragem Oiticica (Foto: Ascom/Semarh - www.semarh.rn.gov.br)

Imagem aérea das obras da Barragem Oiticica (Foto: Ascom/Semarh – www.semarh.rn.gov.br)

Garantir uma segurança hídrica da Região do Seridó, pelos próximos 50 anos. Esse é um dos objetivos dos “Estudos e Projetos de Sistemas Adutores do Seridó”, que deverão ser feitos por empresa a ser contratada pelo Governo do Rio Grande do Norte, através de licitação. O Edital foi publicado neste dia 23, no Diário Oficial do Estado e no Diário Oficial da União, através da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMARH). A modalidade da licitação é concorrência, que nesse caso é a N° 001/2017. Todo processo licitatório é coordenado pela Comissão Permanente de licitação (CPL) da Semarh. A abertura das propostas acontecerá no dia 06 de outubro deste ano, às 15 horas.

A empresa a ser contratada vai estudar a região e mapear a oferta de água atual e futura nos reservatórios e adutoras e, a partir daí, vai projetar sistemas de abastecimento que atendam às demandas da região, tanto para abastecimento humano como para o setor produtivo. O Secretário SEMARH, Ivan Júnior, detalha que serão realizados estudos de concepção de viabilidade técnica, econômica e ambiental e projetos básicos de adutoras, bem como suas interligações, a partir da Barragem de Oiticica, após sua conclusão.

Ele classifica a empreitada como sendo o maior projeto de sustentabilidade hídrica da história da região. “Estamos chamando esse conjunto de adutoras de Sistema Adutor do Seridó. Nossa intenção é fazer um cinturão para abastecer todas as cidades, através da interligação dos sistemas adutores que serão concebidos e os que já existem”, explica Ivan Júnior. Para a elaboração dos estudos e o Projeto do Sistema Adutor do Seridó foi celebrado um convênio entre o Governo do Estado, através da SEMARH, e o Governo Federal, através da Agência Nacional de Águas (ANA), no valor de R$ 6,5 milhões.

O Titular da SEMARH frisa ainda que com os projetos elaborados a captação de recursos fica mais fácil e que obras vão garantir uma segurança hídrica, pelos próximos 50 anos, da região, uma das mais castigadas pela estiagem. “O Sistema Adutor do Seridó vai estruturar as cidades para que elas passem os períodos de estiagem sem grandes transtornos”, finaliza.

Fonte: http://semarh.rn.gov.br

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.