Sem categoria › 09/03/2015

SEAPAC realiza reuniões de monitoramento com beneficiários

Reunião com beneficiários de Sítio Novo

Reunião com beneficiários de Sítio Novo

Reunião com beneficiários de Ipanguaçu

Reunião com beneficiários de Ipanguaçu

 

 

 

 

 

 

 

 

O monitoramento realizado com as famílias beneficiadas com o Programa Uma Terra e Duas Águas (P1+2) é realizado durante dois anos, como garantia das tecnologias sociais e proporcionando o compromisso do Serviço de Apoio aos Projetos Alternativos Comunitários (SEAPAC), em parceria com a Petrobrás, com os agricultores.

Durante a sexta-feira (06) e o sábado (07) foram realizadas reuniões nas comunidades rurais dos municípios de Ipanguaçu e Sítio Novo, onde os beneficiários, que conquistaram as implementações desde 2013, relataram os problemas de construção que precisavam ser resolvidos, o desenvolvimento do caráter produtivo em suas propriedades e a melhoria na qualidade de vida a partir do ideal de convivência no Semiárido.

A família de Ednaldo Rodrigues da Silva, da comunidade Nova Descoberta em Ipanguaçu, o barreiro trincheira conquistado através do programa ajudou a cuidar dos animais e dos canteiros de horta durante o ano inteiro. “A reunião foi produtiva e deu para esclarecer o trabalho realizado pela equipe do SEAPAC e resolver os problemas que têm na construção de algumas cisternas ou barreiros. As chuvas nos últimos anos têm sido muito escassas, no meu caso, que fui contemplado com um barreiro, a gente conseguiu reservar água para o ano todo, para os animais e o plantio de hortas”, disse o agricultor.

A agricultora Marlene Maria da Silva, moradora da comunidade Serra Chata, município de Sítio Novo, contou que agora, com a chegada do período de chuvas na região, a situação vai melhorar e a produção vai ser maior. “Essa reunião é importante para que cada um conte como está sendo sua vida depois da cisterna. Eu já plantei ao redor da minha cisterna e agora vou começar a cuidar e colher. Meu caráter produtivo, que foram quatro ovelhas, hoje já são quinze e eu pretendo aumentar ainda mais”, afirmou Marlene.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.