Notícias › 22/05/2015

Pastorais do Campo do Nordeste realizam Encontro para articular comunidades tradicionais

Adital

(site.adital.com.br)

(site.adital.com.br)

Nos próximos dias 25 e 26 de maio, em Olinda, Estado de Pernambuco, será realizado o Encontro das Pastorais do Campo do Nordeste. O Conselho Pastoral dos Pescadores (CPP), a Comissão Pastoral da Terra (CPT), o Conselho Indigenista Missionário (Cimi), a Pastoral da Juventude Rural (PJR), a Cáritas e o Serviço Pastoral dos Migrantes (SPM) reunirão seus regionais dos estados do Nordeste com o propósito de fortalecer as articulações locais e regionais no que diz respeito à ação missionária das Pastorais do Campo na atual difícil conjuntura, bem como refletir como apoiar as lutas das comunidades e dos povos tradicionais.

A decisão de um encontro regionalizado ocorreu durante o Encontro Nacional das Pastorais do Campo, realizado entre os dias 06 e 08 de março, em Brasília. Lá, refletiu-se sobre a necessidade de fortalecer a articulação das pastorais em nível regional e local.

Isto fará com que a Articulação Nacional também ganhe força diante das constantes ameaças aos territórios tradicionais e das violações de direitos por parte das empresas do agro e hidronegócio e dos grandes empreendimentos. “Além das inseguranças sobre a atuação do próprio Estado em seus diferentes níveis – Legislativo, Executivo e Judiciário – subsidiado pelas forças policiais e militares, que atacam as populações do campo em nome de um desenvolvimento neoliberal que ignora a diversidade brasileira”, denunciam as entidades em nota.

“Queremos animar e reforçar a nossa articulação enquanto pastorais do Campo nos regionais e estados do Nordeste. Tem um significado muito importante reafirmar nossa missão junto aos povos da terra e das águas, e nos solidarizarmos para apoiar suas lutas, nos fortalecermos numa conjuntura tão adversa, animados pelo estímulo do Papa Francisco, que nos dá força para buscar uma sociedade justa, igualitária e que cuide da criação, garantindo o direito das presentes e futuras gerações”, comenta a secretária executiva do CPP, Maria José Pacheco.

Fonte: http://site.adital.com.br/

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.