Notícias › 06/06/2016

Governo federal suspende licitação para adutora emergencial de Caicó

Leito do Rio Piranhas (Foto: José Procópio)

Leito do Rio Piranhas (Foto: José Procópio)

Os processos licitatórios para a execução de obras e serviços de uma adutora emergencial para abastecimento da população de Caicó, cidade do Seridó com cerca de 60 mil habitantes, estão suspensos. O Governo do Estado recebeu a informação na última sexta-feira, 3 de junho, vinda do governo federal, através da Secretaria Nacional de Defesa Civil, do Ministério da Integração Nacional. Os processos licitatórios só poderão ser realizados depois da análise da Medida Provisória pela nova equipe econômica do Governo Interino de Michel Temer.

A suspensão dos processos licitatórios pegou de surpresa o governo estadual, mas foi confirmado pela diretora de empreendimentos da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte, Gani Formiga, segundo publicou o Blog do Marcos Dantas (www.marcosdantas.com).

Recentemente, as populações de Caicó, Jardim de Piranhas, São Fernando e Timbaúba dos Batistas tiveram o fornecimento de água cortado em virtude da falta de água suficiente para captação pela Adutora Manoel Torres, a partir do rio Piranhas. Somente semana passada na sexta-feira passada, 3 de junho, o abastecimento voltou a ser feito, com a chegada da água liberada pelo açude Curema, na Paraíba. Na época, a CAERN cogitou a possibilidade de voltar a abastecer parte de Caicó com água do Açude Itans, que está com menos de 5% da capacidade total.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.