Destaques › 05/02/2018

PISF tem mais uma estação de bombeamento funcionando no Eixo Norte

EB 1 - Estação de Bombeamento, em Cabroró-PE (Foto: José Bezerra)

EB 1 – Estação de Bombeamento, em Cabrobó-PE (Foto: José Bezerra)

Uma comitiva do governo federal esteve no município de Cabrobó (PE), na manhã da última sexta-feira, 2 de fevereiro, para inaugurar a segunda estação de bombeamento do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF) com as Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional. A nova estação levará água do rio São Francisco pelos canais do Eixo Norte até o açude Nilo Coelho, também em Pernambuco. Representando a Agência Nacional de Águas (ANA), a diretora-presidente, Christianne Dias, participou da solenidade acompanhando o presidente da República, Michel Temer, e o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho.

De acordo com o Ministério da Integração Nacional, com o funcionamento desta estação do Eixo Norte – que terá, ao todo, 260 km de extensão – o abastecimento do município de Terra Nova (PE) estará garantido. A estação de bombeamento elevará a água do Velho Chico a uma altura equivalente a um prédio de 19 andares, de onde a água seguirá pelos canais já construídos até chegar ao reservatório Serra do Livramento, no município de Cabrobó, onde será captada para distribuição às populações.

Até o final deste ano estima-se que mais de 7 milhões de pessoas dos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte, os chamados “estados da transposição”, já estejam sendo abastecidas com as águas do rio São Francisco. O PISF visa levar água do Velho Chico a 12 milhões de pessoas em 390 municípios nos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte, além das 294 comunidades rurais às margens dos canais. A obra engloba a construção de 13 aquedutos, nove estações de bombeamento, 27 reservatórios, nove subestações de 230 quilowatts, 270 quilômetros de linhas de transmissão em alta tensão e quatro túneis.

Fonte: http://www3.ana.gov.br

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.