Destaques › 10/10/2017

Famílias agricultoras de Afogados da Ingazeira recebem casas sustentáveis

O projeto está mudando o conceito de moradia no sertão (Foto: Tádzio Estevam)

O projeto está mudando o conceito de moradia no sertão (Foto: Tádzio Estevam)

A agricultora Vandeilma Bezerra, moradora da comunidade de Lage do Gato, zona rural do município de Afogados da Ingazeira, Sertão de Pernambuco, jamais imaginaria que a qualidade de vida dela, do marido e dos três filhos iria dar uma guinada de 180 graus. Vandeílma foi contemplada com uma casa novinha, onde não terá mais que se preocupar com gás de cozinha, lugar para armazenar água, nem acessibilidade.

Além dela, outras nove famílias também foram beneficiadas com os imóveis que oferecem moradias com Ecodignidade. A ação, que está mudando o conceito de moradia no Sertão, é uma iniciativa da Organização Social Diaconia com o apoio do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR), Fundo Socioambiental Caixa e Prefeitura de Afogados da Ingazeira. A solenidade de entrega aconteceu na última sexta-feira (6), na comunidade de Lagedo, área rural do município, e contou com as presenças de representantes das instituições. As casas de 47 m² são equipadas com as tecnologias sociais de convivência com Semiárido como biodigestor, cisterna de primeira água, banheiro redondo, equipamento para o reuso de água e acessibilidade para cadeirantes.

De acordo com o assessor político-pedagógico, Afonso Cavalcanti, o projeto Moradia com Ecodignidade tem por objetivo garantir acesso a casas sustentáveis para famílias em situação de vulnerabilidade social. “Estamos muito felizes em poder entregar as moradias hoje, pois são casas que não promovem apenas dignidade, mas serviços sociais muito interessantes como o reuso da água que é captada pelas chuvas, os cuidados com o meio ambiente e economia por meio do biodigestor, entre outras. Outro fator primordial que marca a data é a parceria bem sucedida com a Caixa Econômica e a Prefeitura de Afogados da Ingazeira, que ajudou a construir esse sonho financiando as cisternas e colocando as secretarias afins em harmonia com o nosso projeto”, disse.

Para a Caixa, o projeto poderá render outros frutos. “Estamos muito felizes com o resultado desta parceria. Nosso objetivo, enquanto entidade governamental e estratégica para esse tipo de atividade, é viabilizar a promoção da melhoria da qualidade de vida da população”, disse a gerente geral do banco, Klébia de Menezes.

As famílias contempladas ocuparam as novas casas logo após a entrega oficial, ocorrida na manhã da última sexta-feira (6). Ao entrar no novo imóvel, Vandeílma não acreditou no que estava acontecendo, mesmo tendo participado da construção do processo nos últimos dois anos. “Não esperava que essa casa, a minha nova casa, fosse tão linda. Eu, meu marido e meus filhos morávamos de favor numa casinha com apenas dois vãos. Agora estamos numa casa maior, mais bonita, ventilada e com todos esses benefícios. Vamos aproveitar tudo isso aqui para o nosso próprio sustento. Vou plantar frutas, verduras para comer e o que sobrar vamos vender para ter uma renda”, comemorou.

Fonte: www.asabrasil.org.br

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.