Notícias › 04/04/2016

Assembleia da CNBB tem os “Cristãos Leigos e Leigas” como tema central

Dom Leonardo Steiner, Secretário Geral da CNBB (www.cnbb.org.br)

Dom Leonardo Steiner, Secretário Geral da CNBB (www.cnbb.org.br)

Os “Cristãos Leigos e Leigas na Igreja e na Sociedade – Salda Terra e Luz do Mundo” é o tema central da 54ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), de 6 a 15 de abril, no Santuário Nacional de Aparecida, em Aparecida-SP. “Os nossos leigos, queridos irmãos batizados, têm papel muito importante na Igreja por conta da vocação que receberam pelo batismo e pela crisma. São convidados a serem testemunhas de Jesus crucificado e ressuscitado”, afirma o Secretário Geral da CNBB, Dom Leonardo Steiner.

A discussão do tema foi iniciada em 2014, durante a 52ª Assembleia. Na assembleia deste ano, o estudo do texto será aprofundado e, no final, poderá ser aprovado como documento. Entre os temas prioritários previstos estão a “Liturgia na Vida da Igreja”, a 14ª Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, a conjuntura político-social, a mensagem “Pensando o Brasil: crises e superações” e as mudanças do quadro religioso no país.

Pensando o Brasil

Na Assembleia, será preparado um novo volume da série Pensando o Brasil, que apresenta a visão do episcopado brasileiro acerca de temas da realidade do País. Em 2014, na 52ª AG, foi elaborado o volume 1 do subsídio, que tratou dos “Desafios diante das eleições 2014”, com indicações para o pleito eleitoral que estava em curso. No ano passado o texto abordou as desigualdades. Em 2016, os bispos devem dar pistas para as eleições municipais.

De acordo com dom Leonardo, a mensagem sobre as eleições buscará orientar os fiéis no momento do voto. “Essa orientação não tem a ver com partido político, mas sim com opções políticas. A Igreja deve ter sempre uma opção pela democracia e a CNBB tem procurado ser fiel também às orientações e motivações do Santo Padre”, diz o bispo.

No texto, os bispos irão tratar das crises e superações, com base no momento atual do País. “A partir do Evangelho, dos documentos da Igreja e do Magistério do papa Francisco, refletirá sobre essas crises, sejam elas culturais, políticas e sociais. E a partir desses textos, iremos propor superações”, antecipa dom Leonardo.

Fonte: www.cnbb.org.br

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.